A carreira de Durão Barroso

Durão Barroso, licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa, obteve depois o grau de mestre em Ciências Económicas e Sociais, pelo Instituto Europeu da Universidade de Genebra.

A sua actividade política teve início em tempos de estudante, sendo posteriormente eleito deputado para a Assembleia da República em 1995 e foi o presidente da Comissão de Negócios Estrangeiros.

Foi eleito Presidente da Comissão Política Nacional do PSD 1999, de 30 de abril de 1999 a 2 de maio do mesmo ano.

Nas eleições lesgistivas de 2002 conseguiu com o PSD alcançar uma maioria relativa no Parlamento.

Formando uma coligação pós-eleitoral com o CDS-PP alcançou uma maioria absoluta que lhe permitiu formar governo com estabilidade.

A 29 de junho de 2004, Barroso anunciou a sua demissão, para assumir o cargo de Presidente da Comissão Europeia, apoiado por António Vitorino como candidato português para este cargo.

Esta escolha foi feita por unanimidade pelos executivos dos 25 estados-membros da União dessa altura, após uma reunião extraordinária do Conselho Europeu.

Durão Barroso ficou na calha recentemente por estar a terminar o seu cargo como Presidente da Comissão, pelos menos é o que aparenta pois faltam cerca de dois meses para as eleições europeias, todo este reconhecimento é devido a Durão ter afirmado que, enquanto primeiro-ministro, convocou Vitor Constâncio para se discutir o caso BPN.

Ao qual Vítor Constâncio desmente dizendo que não se recorda de alguma vez ter sido chamado para explicar o que se passava no Banco Português de Negócios.

Fontes: Jornal de Negócios, Público, Económico, Imagem

Gonçalo Bento

Tags: