Brittany Mynard morreu no dia que escolheu

Brittany Mynard, de 29 anos, sofria de cancro cerebral e morreu no sábado, dia 1 de Novembro, na sua casa em Portland, no estado de Oregon.

A jovem americana ficou conhecida pela campanha de aprovação, nos EUA, da lei da eutanásia, e anunciou que iria cometer um suicidio assistido de modo a evitar o sofrimento de uma morte lenta e dolorosa provocada pela doença.

Foi lhe diagnosticada a doença em Janeiro de 2013, quando foi informada de que tinha cancro agressivo e incurável no cérebro e os médicos deram-lhe seis meses de vida.

A eutanásia nos EUA é permitida em cinco estados: Washington, Novo México, Montana, Vermont e Oregon. Brittany e a sua família deixaram a cidade onde moravam, Oakland, na Califórnia, e mudaram-se para o estado vizinho, Oregon, onde a prática da eutanásia é permitida.

Fonte imagem: NBCnews

Fontes: Público; DNglobo; Jornal de Notícias

Ana Rita Ferreira, Catarina Carvalho e Dora Pereira

Tags: