Com Fernando dos Santos no banco, Seleção ultrapassa objetivo

Após o jogo particular de preparação para o Euro2016 em de Portugal saiu vitorioso sobre o Luxemburgo por 2-0, Fernando Santos mostrou-se satisfeito e feliz.

“Foi uma equipa completamente nova, mas aproveitámos o meio-campo do FC Porto, que é um meio-campo rotinado, que se desdobra muito bem e que sabe o que faz. Procurámos dar essa consistência na zona central do campo, porque o nosso objetivo era pressionar o mais alto possível e não deixar o adversário jogar. A equipa entrou muito bem, criou logo duas ou três oportunidades, mas o golo não aconteceu. Depois, desacelerámos um pouco sem explicação e permitimos que o Luxemburgo criasse uma ocasião, mas a equipa percebeu que não podia voltar para trás. Nos últimos minutos da primeira parte fizemos um golo e podiamos ter feito mais”, analisou o selecionador, sublinhando: “Este jogo podia ter acabado com um resultado mais dilatado, fomos construindo mais oportunidades, mas a vitória por 2-0 é completamente justa.”

Questionado sobre a importância desta vitória, o treinador da equipa das Quinas considerou ser enorme tendo em conta que surge após um a derrota contra a Rússia, o mesmo frisou: “Houve muitas oportunidades de Portugal, num campo muito difícil.

É uma vitória clara de Portugal e era importante vencermos. Houve uma atitude competitiva forte. Se nós facilitássemos qualquer adversário podia jogar. O Luxemburgo não podia acreditar que podia ganhar a Portugal”.

Face ao regresso da selecção apenas em Março, o seleccionador salientou “Estaremos mais perto do Euro, num contexto completamente diferente. A cada dia que passa as ideias ficam mais claras, mas até lá não sabemos, porque pode haver algum imponderável”.

Fernando dos Santos nasceu a 10 de Outubro de 1954 e é de nacionalidade Portuguesa. Iniciou a sua carreira como jogador de futebol (lateral esquerdo) no Sport Lisboa e Benfica, antes de representar o Marítimo e posteriormente o Estoril Praia.

Retirou-se dos relvados em 1975 mas apenas como jogador. No entanto, a carreira como treinador é bem mais vasta. Teve o privilégio de passar por equipas como: Estoril Praia (em 1987), permanecendo sete anos à frente desta equipa e conseguiu duas subidas de divisão; Estrela da Amadora, onde teve dois anos; assumindo o cargo no Futebol Clube do Porto, em 1998, levando esta equipa ao título de primeira época e conquistando por duas vezes a Taça de Portugal; rumou à Grécia para treinar a equipa AEK Athens em 2001, permanecendo lá até 2002; No Verão de 2002 rumou até ao Panathinaikos FC; e mais tarde, passou ainda pelo Sporting Clube de Portugal, Sport Lisboa e Benfica, PAOK FC, Grécia e Portugal.

Em Setembro de 2014, foi escolhido para técnico da Selecção Portuguesa, após a saída de Paulo Bento resultado da derrota em casa com a Albânia por 1-0.

Atualmente, conseguiu levar o país ao EURO 2016 graças a seis vitórias seguidas.

Fernando dos Santos é ainda formado em Engenheria Electrónica e Comunicações.

Fontes do texto : Sapo Desporto, UEFA

Ana Rodrigues e André Carvalho

Tags: