David Cameron preocupado com lei reguladora da imprensa

O primeiro-ministro inglês mostrou-se seriamente preocupado com a proposta da Comissão Leveson, que estabelece legislativamente a criação de um organismo independente para regular a imprensa.

David Cameron, em declarações no Parlamento inglês, disse que o executivo devia “pensar com muita, muita atenção antes de ultrapassar esta linha”, referindo-se à lei de regulação da imprensa.

Cameron referiu ainda que “há o perigo de que essa lei seja usada como um meio para que os políticos, hoje ou no futuro, imponham regras e obrigações à imprensa”.

Depois da divulgação do relatório do juiz Brian Leveson, o primeiro-ministro inglês disse ainda que pode haver “opções alternativas” para estabelecer os “princípios de regulação fixados por Leveson”.

A Comissão Leveson, que foi criada por David Cameron durante o escândalo das escutas telefónicas do extinto tablóide News of the World em 2011, recomendou esta quinta-feira a criação de um órgão independente de controlo da imprensa, com poderes reforçados por um quadro legislativo, a fim de evitar novos problemas.

Mediante a divulgação deste relatório, o primeiro-ministro pediu que o vice-primeiro-ministro Nick Clegg e o líder da oposição trabalhista Ed Miliband se reúnam com ele.

Esta lei surge no seguimento de duras críticas proferidas pelo Juiz Brian Leveson para com as práticas seguidas pelos tablóides ingleses.

Fontes: http://noticias.sapo.pt; http://www.publico.pt/; http://pt.euronews.com

Gonçalo Delgadinho e Tiago Pereira

Tags: