Dois jovens reclusos escapam da prisão de Leiria

A Direcção-Geral de Reinserção e Serviços Prisionais divulgou, esta segunda-feira, a abertura de um inquérito para investigar as circunstâncias que permitiram a fuga de dois reclusos, do Establecimento Prisional de Leiria.

Em declarações enviadas à agência Lusa, esta direcção-geral anunciou que mandou instaurar um processo de inquérito à responsabilidade do Serviço de Auditoria e Inspecção, em que este é coordenado por um magistrado do Ministério Público, de modo a entender as causas da fuga.

De acordo com as informações cedidas pela mesma fonte, sabe-se que os reclusos tinham entre 23 e 24 anos e que estavam condenados, a 12 e 10 anos respectivamente, por vários crimes patrimoniais, tais como: condução de veiculo sem habilitação legal, roubo, furto e furto qualificado.

A fuga ocorreu a partir da cela, tendo sido esta detectada, quando os prisioneiros foram chamados para jantar.

A mesma entidade afirma que o Establecimento Prisional de Leiria “está com uma ocupação aquém da sua capacidade de acolhimento”.

Como é habitual, a ocorrência foi de imediato comunicada à GNR e à PSP, para o efeito de enviar todos os agentes/ militares disponiveis para a recaptura dos individuos.

O alerta da fuga foi comunicado ao Comando Territorial de Leiria da PSP, no domingo pelas 18:35. Após o alerta, foi montado “um dispositivo policial em conjunto com os serviços prisionais”.

Neste ano civil, esta é já a quarta evasão dos sistema prisional, encontrando-se por recapturar apenas os jovens de ontem.

Fontes: Diário de Noticias; RTP; SIC Noticias

Eduardo Carmo e Pedro Emidio

Tags: