Ensino Superior em situação de emergência

«É preciso dizer: assim não», diz o reitor da Universidade de Lisboa.

Com esta expressão, o reitor da Universidade de Lisboa Sampaio da Nóvoa considerou a situação do Ensino Superior, em Portugal, como de emergência e que o país tem de tomar uma posição quanto ao futuro.

Na sexta-feira, dia em que foi lida uma declaração conjunta em todas as universidades, o reitor lembrou que Portugal “vive uma esperança de futuro no mesmo dia em que vive a angústia de um Orçamento, que pode arrastar o país para o bloqueio e a paralisia.”

Sampaio da Nóvoa declarou ainda que não se trata de um problema interno das universidades, mas sim um problema de Portugal e dos portugueses.

«As universidades têm a herança do passado, mas têm também a responsabilidade do futuro; Nada poderão fazer sem presente», acrescentou.

Melissa Ferreira

Tags: