Escritor Angolano vence Prémio Saramago

O escritor angolano Odjanki, de 36 anos, é o vencedor do Prémio José Saramago com o romance “Os Transparentes”.

O vencedor foi anunciado hoje, em Lisboa na Casa dos Bicos e recebeu um prémio no valor de 25 000 euros.

«Este prémio não é meu, este prémio é de Angola.»

É assim que Odjanki reage quando confrontado acerca do prémio recebido.

Odjanki, pseudónimo de Ndalu de Almeida, é um termo da língua umbundun que significa guerreiro. O autor distinguido hoje estreou-se na literatura em 2000 com a obra “actu sanguíneu” que lhe valeu uma menção honrosa do Prémio António José Jacinto.

O escritor, que já havido vencido o Prémio Fundação Nacional do Livro Infantil com a obra “A bicicleta que tinha bigodes”, distingue-se também noutras áreas da literatura como a poesia, conto, novela, romance e teatro, tendo realizado no ano de 2006, em parceria com Kiluanji Liberdade, o documentário “Oxalá cresçam pitangas”.

A oitava edição do galardão, que distingue autores cujas obras sejam editadas em português, contou com um júri presidido por Guilhermina Gomes, do Cícrulo de Leitores, e com a colaboração da poetisa Ana Paula Tavares, Manuel Frias Martin, da Universidade de Lisboa, Maria de Santa Cruz, da Universidade de Aveiro, Nazaré Gomes dos Santos, da Universidade Autónoma de Lisboa.

A juntar a este painel de jurados, estavam também os escritores Nélida Piñon e Vasco da Graça Moura, bem como, Pilar del Rio, presidente da Fundação.

A obra galardoada hoje, foi publicada em 2012 pela Editorial Carminho e, na opinião de Vasco da Graça Moura surpreende pela «maneira como a sua utilização da língua portuguesa é, não só capaz de captar com a maior naturalidade as mais diversas situações num contexto social tão diferente do nosso, mas comporta em si mesma fermentos de uma inovação que espelha com força e realismo um quotidiano vivido na sua trepidação e também funciona eficazmente ao restituí-lo no plano literário».

Odjanki é autor de 19 obras, incluindo a que acaba de publicar hoje pela Editorial Carminho.

As suas obras encontram-se traduzidas em francês, espanhol, italiano, alemão, inglês, sério, polaco e sueco.

Ao Prémio José Saramago, o escritor angolano junta os prémios já recebidos nos anos de 2005, 2010 e 2011.

O escritor de 36 anos, junta-se agora a Paulo José Miranda, Adriana Lisboa, José Luís Peixoto, Gonçalo M. Tavares, Valter Hugo Mãe, João Tordo e Andréa del Fuego, vencedores das edições anteriores do prémio.

Fontes: RTP, TVI24, Notícias ao Minuto, Visão, Expresso

Beatriz Alves, Cátia Ferreira e Marisa Rodrigues

Tags: