“Fora da Venezuela! Yankees, go home”

“Têm 48 horas para sair deste país. Os funcionários Kelly Keiderling, Elizabeth Hoffman e David Moo, fora da Venezuela. Yankee go home. Fora da Venezuela. Já basta de abusos contra a dignidade da pátria que quer paz”.

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela, dia 30 de Setembro de 2013, deu um prazo a Kelly Keiderling, Elizabeth Hunderland e David Mutt, três diplomatas norte-americanos, para abandonarem o seu país.

Alegadas acusações de sabotagem económica à sua pátria, levou o presidente a tomar esta decisão dizendo “temos suficientes provas sobre a atitude hostil, ilegal, intervencionista de vários funcionários da embaixada dos Estados Unidos”.

Nicolás Maduro

A embaixada dos Estados Unidos em Caracas rejeitou as acusações feitas pelo presidente Maduro alegando não ter qualquer envolvimento na conspiração de que foi acusada pelo Governo Venezuelano.

Segundo algumas fontes, como a “Globo.com”, o presidente Venezuelano desde que assumiu o poder tem vindo a fazer algumas critícas ao governo norte-americano, sendo esta a primeira vez que Nicolás Maduro expulsa directamente alguém em questão do país.

Fontes: Jornal Expresso, TVI24, Globo, Jornal Público

Ana Elisa Pereira e Diana Ferreira Santos

Tags: