Gabriel Medina é eliminado do WCT em Peniche, Portugal.

O líder do ranking e principal candidato à conquista do título mundial do WCT Moche Rip Curl Pro Portugal, Gabriel Medina, perdeu ontem na 3ª fase do campeonato para o americano Brett Simpson.

Com essa derrota o brasileiro teve que adiar o sonho de ser campeão em Portugal e agora lhe resta esperar pela próxima etapa em Pipeline, no Havaí, em dezembro.

Na frente de cerca de 10 mil pessoas, antes de iniciar a bateria, Medina fez seu ritual para entrar no mar, se ajoelhou na areia, rezou e ficou de olhos fechados sobre sua prancha.

O jovem de 20 anos podia sentir o apoio da torcida.

– Ouvia os gritos quando estava ali sentado na areia, era muita gente do meu lado, uma torcida gigante. Portugal e Brasil são muito parecidos em termos de torcida, comida e da língua. Tive um suporte gigante.

Não queria ter ido tão mal assim, mas acontece, é competição. Já ganhei bastante, já perdi bastante. O meu dia a dia é assim.

Eu estava pronto para vencer em Portugal, mas estou preparado para o Havaí. Mal posso esperar pelo Havaí – disse Medina.

Faltando dois minutos para o final da bateria, Medina saiu do mar acreditando que sua última onda tivesse sido suficiente para ganhar do americano.

No entanto, o brasileiro precisava de uma nota 5,78 e só conseguiu 5,07.

Ao final da bateria Brett Simpson totalizou 12.50 pontos e Gabriel Medina 12.06.

Medina ficou visivelmente abalado com a derrota, mas agora quer pensar no futuro e trabalhar para alcançar a tão esperada vitória, a qual significará o primeiro titulo mundial para um brasileiro.

Eu achei que tinha conseguido a pontuação na minha última onda, por isso, saí do mar. Infelizmente, não foi suficiente.

Queria muito ganhar aqui, ia ser legal comemorar com todo mundo, mas, Deus sabe o que faz.

Não acabou, ainda preciso de um resultado e dependo apenas de mim. Vou me concentrar e treinar mais.- revelou o jovem de 20.

Fonte da imagem: Gabriel Medina

Fontes: Globo, Publico.pt, Diário.pt e ASP

Giulia Muller

Tags: