Greve do lixo em Lisboa termina hoje

Desde 24 de Dezembro de 2013 que os cantoneiros do município de Lisboa se encontravam em greve, em protesto contra a transferência de competências da câmara para as juntas de freguesia.

Hoje, a greve chega ao fim.

Não só os trabalhadores de limpeza urbana se encontravam em greve, mas também os funcionários da Câmara Munipal de Lisboa, em sinal de protesto contra a privatização do sector.

Desde o dia 24 que estão apenas assegurados os serviços minímos.

A Câmara de Municipal já fez saber que assim que termine a greve, na madrugada de segunda-feira, vai-se recolher o lixo assim como varrer e lavar as ruas da cidade.

Duarte Cordeiro, o vereador da Higiene Urbana, declarou que é importante “normalizar a situação o mais depressa possível”.

O mesmo afirmou que o processo de recolha de lixo não transitará para as freguesias, sendo apenas as lavagens e as varreduras alvo dessa mudança.

A autarquia assumiru todos os entraves que esta greve gerou em relação à higiene urbana da cidade, mesmo com o apoio das juntas de freguesia e das horas extraordinárias efectuadas pelos trabalhadores.

No dia 28 de Dezembro de 2013, a Direcção-Geral de Saúde emitiu um comunicado a alertar os portugueses para evitarem deitar o lixo nas ruas durante este período de tempo, para minimizar o impacto na saúde pública.

Para o Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisba além da greve “ter atingido os seus objectivos”, serviu para dar a conhecer “os problemas dos 1800 trabalhadores que o município vai transferir para as juntas”.

Fontes: Público, RTP, Económico, DNotícias

Jáder Ramos

Tags: