• Início
  • Notícias
  • Luanda: Epidemia de febre amarela, já matou 8 pessoas, dos 99 casos registrados em centros hospitalares.

Luanda: Epidemia de febre amarela, já matou 8 pessoas, dos 99 casos registrados em centros hospitalares.

As autoridades sanitárias angolanas necessitam de cerca de 12 milhões de euros para combater a epidemia de febre amarela, que se regista em Luanda desde finais de dezembro e somou já 99 casos, 26 dos quais confirmados, com oito mortes.

Os dados foram avançados hoje numa reunião organizada pelo Governo da Província de Luanda para apresentação do Plano Estratégico de Controlo do Surto de Febre Amarela na capital angolana.

O ministro da Saúde de Angola José Van-Dúnem disse na ocasião não haver motivos para pânico por causa da epidemia de febre amarela, mas avisa, que não há vacinas suficientes para fazer face ao surto, e anunciou que o Governo já solicitou a ajuda da OMS que deverá enviar ao país três especialistas.

Para o combate à epidemia de febre amarela foi apresentado o orçamento provisório de 2.021.525.795 de kwanzas (11,9 milhões de euros), para a aquisição de vacinas e material, custo operacional das atividades e a capacitação e preparação do pessoal envolvido. Os primeiros casos foram registados em indivíduos do com idades entre os 22 e 34 anos, de nacionalidade eritreia, residentes aproximadamente há oito meses no município de Viana.

O Governo de Luanda e o Ministério da Saúde insistem na necessidade de a população tomar medidas de prevenção da febre-amarela através do combate ao lixo a destruição das larvas e dos mosquitos. Em Angola a febre-amarela foi registada pela primeira vez em 1971, e depois, em 1986. Os primeiros casos do surto actual são de 30 de Dezembro de 2015.

Fontes: DN, VozdeAmérica, Sapo

Imagem: Google

Áudio: VozdaAmérica

José Ndalo Ribeiro, CCC

Tags: