Mais uma vitória de Sócrates!

Na passada Terça-Feira, o ex-primeiro-ministro, José Sócrates, conquistou mais um vitória judicial, com a decisão da Comarca de Lisboa de proibir totalmente os órgãos de Comunicação Social do grupo Cofina (o Correio da Manhã (imprensa e televisão), a revista Sábado, o Record e o Jornal de Negócios) de publicar qualquer espécie de noticías sobre o processo de José Sócrates.

Esta notícia foi dada em primeira mão pela rádio TSF e posteriormente confirmada através de um comunicado de imprensa da assessoria de advogados de José Sócrates.

“Proibir cada um dos requeridos editarem, publicarem ou divulgarem, incluindo através outros jornalistas do Grupo Cofina, por qualquer modo, em suporte de papel, em suporte eletrónico, em suporte sonoro, em suporte radiofónico, em suporte televisivo, por transição directa ou por qualquer outro meio indireto, o teor de quaisquer elementos de prova constantes do Inquérito n.º122/13.8TELSB, que corre termos no DCIAP de Lisboa e em que o requerente é arguido, designadamente (mas não exclusivamente), despachos e promoções do Ministério Público, documentos, despachos, decisões das autoridades judiciárias competentes e transcrições ou o teor de conversas algo de intercepções telefónicas, através de qualquer um dos seguintes meios de comunicação social.”.

Fonte da imagem: Sapo Jornais

Em caso de desobediência, o jornal e as revistas do grupo poderão ser multados até 2000 euros por artigo.

Para além do grupo estar imepedido de noticiar detalhes do processo, que se encontra em segredo de Justiça, a Cofina está ainda obrigada a retirar de circulação os jornais ou revistas que tenham notícias visando José Sócrates, e entregar tudo em tribunal, num prazo máximo de três dias.

A direcção do Correio da Manhã admite aceitar, por agora, estas medidas, mas face ao descontentamento para com as mesmas, opor-se-ão a estas no devido local, o tribunal.

Fonte: Público

Ana Rita Rodrigues

Tags: