Morreu a actriz Sylvia Kristel

A actriz Sylvia Kristel que aos 22 anos se tornou num ícone da libertação sexual dos anos 70 com o clássico de cinema erótico “Emmanuelle”, morreu nesta quinta feira com 60 anos e vítima de cancro.

A actriz holandesa morreu então durante o sono (segundo a sua agente), ficando o público sem saber se morreu em casa ou no Hospital.

Sylvia já tinha sido notícia em Junho deste ano por ter sido internada no Hospital de Amesterdão, devido a um acidente cardio-vascular (AVC).

O estado de saúde da actriz era um grande motivo de preocupação nos seus últimos anos de vida. Pouco tempo antes de ter tido um AVC, a actriz estava a fazer um tratamento contra o cancro na garganta que se estendeu para um pulmão.

O cancro já tinha sido diagnosticado há dez anos mas, devido ao seu estado débil de saúde, Sylvia teve de parar com os tratamentos de combate ao cancro.

Embora a actriz seja conhecida por ter interpretado um papel no filme erótico “Emmanuelle”, esta fez outros trabalhos que acabaram por não ter tanto destaque como a participação em filmes de Claude Chabrol, Roger Vandim e Alain Robbe-Grillet.

Escreveu também a sua autobiografia em 2006 que se intitulava por “Nua”, editada em Portugal pela editora Ambar, na qual revelava as consequências que a fama que lhe tinham trazido.

Quando foi para Hollywood a actriz acabou por se isolar no mundo das drogas e do álcool e aposentou-se então das luzes da ribalta.

Esta autobiografia fala então sobre os excessos com o álcool e a cocaína, as relações amorosas, os luxos e as desilusões e mais recentemente o cancro.

Ainda não foram revelados detalhes quanto ao seu funeral mas a agente da actriz anunciou que vai haver uma cerimónia privada.

Cláudia Simões

Tags: