Morreu Rui Valentim de Carvalho

Rui Valentim de Carvalho, o editor histórico de Amália Rodrigues e de uma fatia fundamental da produção musical portuguesa, morreu ontem de manhã no Hospital São Francisco Xavier, em Lisboa.

Tinha 82 anos e sofria de Alzheimer.

Fonte: Google

O corpo de Rui Valentim de Carvalho vai hoje para a Basílica da Estrela às 18h e, amanhã, será rezada missa de corpo presente às 14h30, seguindo o funeral para o Cemitério dos Prazeres, em Lisboa.

Rui Valentim de Carvalho assumiu o comando da empresa batizada com o nome da sua família depois da morte do patriarca Valentim, seu tio.

O velho Valentim fundou este “império de discos” com a compra, em 1923, do salão Neuparth, uma loja de música centenária que existia no Rossio.

O sobrinho também era um apaixonado pela música e pela técnica, que casou já depois dos 40 anos com a galerista Maria Nobre Franco.

À Lusa, David Ferreira destacou o seu tio como uma “pessoa muito generosa” e um “homem de visão” que “tornou a Valentim de Carvalho na grande empresa de referência”.

Em comunicado, a Valentim de Carvalho lembrou “a dedicação e o perfeccionismo” com que o editor “colaborou com várias gerações de músicos e artistas.

De Amália, Carlos Paredes, Alfredo Marceneiro, Carlos Ramos até aos mais recentes Rui Veloso, Jorge Palma ou Camané todos reconheciam a sua sensibilidade artística e humana.”

Andreia Teixeira

Tags: