Portuguesa raptada em Moçambique

Uma cidadã portuguesa foi raptada esta manhã na Matola, cidade satélite de Maputo, por três homens armados.

Este rapto já conta com um antecendente em Julho deste ano, também envolvendo um cidadão português. A identidade da vítima de hoje ainda não foi revelada, mas sabe-se que o Governo português tem mantido “contactos permanentes” com o executivo moçambicano através da embaixada de Maputo e do cônsul geral.

José Cesário, secretário de Estado das Comunidades, afirmou que que “há sempre riscos em qualquer país do mundo, isto acontece em Moçambique como acontece em qualquer sítio, como a Venezuela, Brasil ou África do Sul”.

Como prevenção, o Ministério dos Negócios Estrangeiros, emitiu um alerta aos visitantes que “tenham a maior cautela nas deslocações”, devido à “particular incidência de raptos” que têm sucedido na capital de Moçambique.

Fontes: Público, Expresso, Jornal de Notícias, Sapo Notícias e Jornali

Ana Elisa Pereira e Diana Ferreira Santos

Tags: