Presidente da Bolsa de Lisboa a favor da privatização dos CTT

Durante a apresentação dos resultados da oferta pública de troca de obrigações por acções do Banif, Luís Laginha falou sobre da decisão do governo em privatizar os CTT como algo positivo que pode levar a dispersão da Bolsa até 70% do capital da empresa.

Esta decisão tem como objectivo dar uma maior visibilidade e profundidade ao mercado de capital nacional.

O preço das acções serão agora definidos pela Ministra das Finanças, Maria Albuquerque e 5% serão reservadas para trabalhadores, a venda das mesmas decorrerá ainda este ano até à primeira semana de Dezembro.

Pedro Garcia

Tags: