Ronaldo Dependência

Paulo Bento diz “basta” ao individualismo e quer ver mais trabalho de equipa no Mundial do Brazil.

Visto que isto é um artigo que envolve a minha opinião pessoal sobre determinado assunto, que neste caso tem como protagonistas o nosso selecionador nacional Paulo Bento e o melhor jogador do Mundo Cristiano Ronaldo, peço desculpa aos leitores mais sensíveis por usar termos mais grosseiros no decorrer deste.

Qualquer dano efectuado na sensibilidade dos leitores irá posteriormente ser recompensado com um milhão de euros em notas de monopólio, ou então se os mais gulosos preferirem rebuçados e quando refiro gulosos incluo nesse grupo os diabéticos.

Paulo Bento, famoso pelo seu risco ao meio do cabelo bem como a sua fabulosa capacidade de repetição da palavra “tranquilidade” bem como a sua mais recente capacidade a qual eu gosto de chamar “sindrome de Paulo Bento” que é nada mais nada menos do que uma mera interrupção no raciocinio durante 5 segundos a meio de uma resposta, recusa e muito bem a dependência que o povo tuga tem em CR7.

Povo que está à espera que ele faça trinta mil malabarismos e marque o tão desejado golo da vitória, esquecendo assim, a equipa que esta por detrás do mediatismo de CR7, ofuscando outros talentos importantes que contribuem para as vitórias da nossa selecção, exemplos desses talentos temos, Nani, João Moutinho, Pepe, Quaresma, entre muitos outros talentos, embora estejam mais talentos jovens a surgir como é o caso do defesa central Luis Neto entre outros que podem vir a dar outra dinâmica e outro estilo de jogo à selecção nacional.

Com isto, a palavra de ordem que Paulo Bento quis transmitir numa entrevista concedida a um orgão de comunicação social brasileiro foi que: se todos trabalharmos em conjunto obtemos melhores resultados do que se concentrarmos toda a pressao numa única pessoa.

Fontes: zerorzero, ojogo, abola, record, NAM, RTP

Francisco Freitas

Tags: