Valas comuns transformadas em cemitério

Centenas de filipinos foram hoje enterradas na cidade Tacloban, a mais afetada pela passagem do tufao hayan na passada semana.

Muitos dos corpos foram colocados a berma da estrada, numa tentativa de serem identificados por algum familiar apesar dos avancados estados de decomposicao.

Ate ao momento, as autoridades ja contabilizaram cerca de 4.000 mortos, cifra que podera aumentar tendo em conta o numero de desaparecidos, inclusivamente as zonas que se mantêm incomunicaveis.

Tufão Filipinas

O responsavel pela polícia local garantiu que o numero de vitimas e muito superior àquilo que inicilmente se previa, sobretudo naquela capital de provincia, que engloba ainda Leyte e Elmer Soria.

Por sua vez, o governardor da cidade, Ticson Lim, afirmou ao Guardian que: “Na região há dezenas de pequenas aldeias completamente cortadas do mundo, onde ainda não é possível sequer fazer chegar ajuda ou avaliar o nível dos estragos”.

O Diretor do Departamento das Nacoes Unidas que se ocupa das catastrofes naturais apressou-se a dizer que o cenário da cidade de 220 mil habitantes apenas é comparável ao que se assistiu com o tsunami de 2004.

“A última vez que vi algo desta escala foi depois do tsunami do Oceano Índico.

Há carros que voaram como plantas e ruas com destroços por todos o lado”, descreveu Sebastian Rhodes Stampa.

Pedro André Miranda Garcia e Alveno Figueiredo e Silva

Tags: