Verão Eterno – Um filme a evitar

(Autores do filme: André Trindade(Esq) Filipa Cordeiro(Dir))
(Coordenador: Rui Matoso(Cent))

“Verão Eterno”, filme que passou no dia 2 de Abril de 2014 na Biblioteca da Universidade Lusófona, tem aspecto de documentário mas não chega a ser um nem outro.

Foi filmado no Brasil e tem como tema “O Abandonar da Terra, por parte do Ser Humano” – um tema com muito espaço para a criatividade.

Mas o argumento falha na comunicação deste tema.

No decorrer do filme um orador conta a historia, mas as falas deste apenas transmitem o tema para quem já o sabe.

É de suspeitar que só os autores do filme sabiam do que o orador do filme falava.

Se existe ligação entre imagens e narrativa é bastante incompreensível.

O orador explica como o ser humano desmantelou a terra, e é acompanhado por imagens de edifícios de metal que são o alvo do desmantelamento.

Até aí tudo bem, mas esta parte da narrativa é seguida de imagens de pessoas a revoltarem-se nas ruas ou a fazerem danças, tudo ao sabor de musicas bastante pesadas e caóticas, tornando-se difíceis de ouvir.

Uma altura em que as imagens conseguem ligar à narrativa é quando nos é mostrada uma mãe a entrançar o cabelo da filha enquanto conta historias da terra.

A filha, depois da historia da mãe, pergunta se a mãe está a falar da terra, terminando assim o filme com uma nave espacial a voltar para a terra.

Tanto o tema como a ideia do filme foram apenas totalmente compreendidas quando os autores disseram qual eram.

João Rodrigues

Tags: